Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Metade de mim

Metade de mim

12
Dez16

O inicio do fim

Eu

Estavamos a 6 de Abril deste ano, quando tudo começou.

 

A vida já não era fácil há uns anos. Estavas desempregado, com um subsidio minimo e 48 anos de idade.

 

Aquela idade em que não se é velho nem novo, mas que se é velho demais para arranjar emprego e novo demais para se estar em casa.

 

Decidimos, desde que isso aconteceu, que irias ter a ocupação que outrora era minha e que eu me faria à vida, até porque - felizmente! - nunca tive grande dificuldade em arranjar emprego, mesmo que fosse em callcenter.

 

Naquele dia - ironicamente um dia após terminar o subsidio - foste para aquela que, tinhamos decidido - seria a tua nova actividade.

 

Saiste de casa perto das 10h00.

 

Eu fiquei em casa. Tinhamos combinado que iria ao supermercado.

 

Estava a preparar-me para sair, quando me ligaste. Querias roupa....

 

Ao falar contigo, percebi que alguma coisa se passava, porque a tua voz estava a sair com dificuldade.

 

Fui a correr ter contigo - vantagem de estarmos perto.

 

Quando cheguei ao pé de ti, já falavas mal, mas ainda me disseste que te tinha doido a cabeça, mas que já tinha passado e querias ver se passava.

 

Disse-te que não iamos esperar e que ia chamar o 112.

 

Quando chegaram - não muito tempo depois - já não falavas, embora entendesses tudo.

 

Enquanto te levavam para a ambulância, disseram-me que tudo indicava que tivesse sido um AVC.

 

Não me deixaram ir contigo e ainda hoje me pergunto como é que consegui meter-me no carro, rumo ao hospital.

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D